05 set

Ações de campanha lideram conteúdos no Facebook

Bolsonaro enfatiza assuntos de segurança e educação; Lula aborda mais corrupção; e Marina destaca luta contra discriminação racial e de gênero

Atualizado em 11 de setembro, 2018 às 5:28 pm

No Facebook, rede social mais utilizada pelos brasileiros, presidenciáveis disputam visibilidade e buscam emplacar suas candidaturas junto aos usuários. Entre 1 de julho e 31 de agosto, os cinco candidatos mais bem posicionados nas pesquisas de voto (Lula, Jair Bolsonaro, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin e Marina Silva) publicaram um total de 1.533 posts. Nesses dois meses, a página de Lula foi a que mais publicou na rede social, com uma média diária de 7 posts, seguido pela de Bolsonaro, com média de 3,4.

Quantidade de publicações por tema

Fonte: Facebook | Elaboração: FGV DAPP

As estratégias de publicação e o conteúdo divulgado pelos políticos varia significativamente, tanto em quantidade de postagens, linguagem utilizada, aspecto visual dos posts e temas mobilizados. Ainda assim, demonstram tendências de atuação perante o eleitorado.

Temática de “campanha” lidera posts publicados

Considerando os tipos de posts compartilhados, todos os candidatos optaram por destacar a mobilização de suas campanhas, trazendo publicações que estão diretamente atreladas à construção da candidatura e ao pedido de voto e ao envolvimento dos usuários. O segundo tópico mais abordado foi a Agenda Política, com informações sobre programas de governo e posicionamentos sobre políticas públicas. Apenas no caso de Lula a Agenda não ocupou a segunda posição: o petista deu preferência a posts em diálogo com outros atores, sobretudo listando políticos e figuras de reconhecimento popular que o apoiam. Assim, a análise demonstra que o ex-presidente deu preferência a uma defesa de sua candidatura no Facebook, em detrimento da apresentação de conteúdo programático.

Quantidade de publicações no tema “Campanha”

Fonte: Facebook | Elaboração: FGV DAPP

Marina Silva foi a candidata que, proporcionalmente e entre as postagens sobre sua campanha, mais divulgou informações sobre o financiamento eleitoral, com este tipo de publicação ocupando cerca de 16% do conteúdo sobre sua campanha. Marina argumenta em prol do financiamento coletivo como forma balancear sua candidatura frente a grandes partidos que têm maior participação no fundo eleitoral.

Já em relação a Bolsonaro, 20% dos posts sobre sua campanha foram compartilhamentos e repercussão de notícias. De maneira geral, o deputado critica a visibilidade negativa que a imprensa supostamente impõem sobre sua figura. Ciro Gomes, por sua vez, foi quem mais divulgou publicações sobre a participação em eventos, comícios e entrevistas, com os dias de debates ou entrevistas para programas televisivos apresentando um aumento no número de publicações na página do candidato no Facebook. Além disso, ao longo do período, a divulgação de caminhadas e encontros em cidades do Norte e do Nordeste do Brasil corresponderam a cerca de 13% dos posts sobre eventos de Ciro.
Alckmin e Ciro protagonizam debate econômico

Quantidade de publicações no tema “Agenda Política”

Fonte: Facebook | Elaboração: FGV DAPP

Em relação aos temas dentro da Agenda Política, debates econômicos predominaram entre as publicações de Ciro Gomes e Alckmin, que deram ênfase à necessidade de a economia do país voltar a crescer. Ciro direcionou esforços em defender a negociação de dívidas da população, enquanto Alckmin apostou na redução de impostos e na simplificação tributária. Jair Bolsonaro enfatizou temas de segurança e educação ao tratar de pautas sobre violência, porte de armas e doutrinação político-ideológica na escolas. Lula optou por temas ligados a corrupção ao utilizar publicações para defender a viabilização da sua candidatura. Marina Silva, por sua vez, enfatizou a importância da luta contra a discriminação e a violência tanto racial como de gênero e abordou o compromisso com a vida de crianças e jovens.

Publicações aumentaram após início das campanhas

A evolução do número de postagens demonstra que presidenciáveis passaram progressivamente a publicar uma quantidade maior de posts após o início das campanhas estabelecido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no dia 16 de agosto. Antes disso, no entanto, houve o pico de publicações: no dia 10 de agosto, data do primeiro debate na televisão, promovido pela Band entre os presidenciáveis.

Evolução no nº de publicações

Fonte: Facebook | Elaboração: FGV DAPP

Os outros oito presidenciáveis publicaram 2.858 posts. Houve destaque para Guilherme Boulos e Alvaro Dias, responsáveis, respectivamente, por 750 e 629 publicações. Tais valores superam a quantidade de posts de Lula, candidato que apresentou maior quantidade de publicações entre os cinco principais candidatos nas pesquisas de intenção de voto.