14 set

No Youtube, conteúdos de televisão são os que têm mais visualizações

Embora reproduções de TV sejam a minoria entre os principais vídeos, elas geram 14 milhões de visualizações a mais que do que os vídeos próprios para o Youtube

Atualizado em 24 de setembro, 2018 às 9:49 am

Apesar do investimento dos candidatos em geração de conteúdo exclusivo para as plataformas online, o conteúdo oriundo originalmente da televisão — como trechos e comentários sobre as sabatinas e entrevistas aos presidenciáveis — é o que mobiliza mais interações no Youtube. A FGV DAPP analisou os 20 vídeos com maior número de visualizações na plataforma entre os dias 1º de julho e 10 de setembro sobre cada um dos cinco candidatos mais bem posicionados nas pesquisas de intenções de voto: Jair Bolsonaro, Ciro Gomes, Geraldo Alckmin, Marina Silva e Fernando Haddad. Excluídos os oito vídeos que mencionavam mais de um candidato, observou-se que, apesar representarem a menor parte dos vídeos (46%), as reproduções de conteúdo televisivo angariaram mais visualizações: 59%, cerca de 14 milhões a mais do que os vídeos sem relação direta com a TV.

Volume de visualizações em vídeos sobre cada candidato – de 1º.jul a 10.set

Fonte: YouTube | Elaboração: FGV DAPP

Vídeos sobre o “Jornal Nacional” obtiveram 12 milhões de visualizações no Youtube, seguidos por conteúdos sobre o “Roda Viva”, com 9,1 milhões, e sobre o debate na TV Bandeirantes, com 6,7 milhões.

Jair Bolsonaro foi o candidato que gerou o maior número de visualizações como um todo, mais de 47,6 milhões, considerando apenas os 20 principais vídeos de cada candidato. O número de visualizações do presidenciável foi quase cinco vezes maior do que o total de visualizações do segundo candidato de maior alcance, o pedetista Ciro Gomes. Ds vídeos relacionados a Bolsonaro, mais de 60% são oriundos da TV e, em geral, repercutiram mais a participação do candidato como personagem único, como nas sabatinas, sobretudo no “Jornal Nacional” e no “Roda Viva”, do que em momentos que envolvia os demais presidenciáveis, como debates. Houve, também, repercussão crítica ao candidato, sobretudo devido a um vídeo do programa da HBO “Greg News”.

Os vídeos televisivos sobre Ciro também representaram a maioria (61%) do conteúdo sobre ele com mais visualizações. Destes, a maior parte (40%) repercutiu o debate na Band, sobretudo a  pergunta do presidenciável Cabo Daciolo sobre o conhecimento do candidato a respeito do “plano Ursal”, a suposta União das Repúblicas Socialistas Latino-Americanas.

Programas de origem dos vídeos televisivos – de 1º.jul a 10.set

Fonte: YouTube | Elaboração: FGV DAPP

Marina Silva também obteve a maioria das suas visualizações em vídeos relacionados a conteúdo televisivo (69%), especialmente do debate da Rede TV, quando protagonizou embate com Jair Bolsonaro.

Sobre os vídeos não relacionados à TV, Fernando Haddad e Geraldo Alckmin foram os que tiveram proporcionalmente mais visualizações. Os conteúdos sobre Haddad trataram, principalmente, de mobilização de campanha do presidenciável após a impugnação da candidatura do ex-presidente Lula. Já a respeito de Alckmin, houve destaque para vídeos sobre o desempenho do candidato nas pesquisas de intenção de votos e sobre a formação de alianças em torno da sua chapa.