03 ago

Entrevista de Alckmin gera 23,4 mil tuítes com destaque para Centrão

Menções ao tucano cresceram 40% em 24 horas, mas o aumento foi inferior aos impactos das entrevistas de Ciro e Marina

Atualizado em 3 de agosto, 2018 às 6:18 pm

A participação de Geraldo Alckmin, pré-candidato à Presidência pelo PSDB, na GloboNews na noite de quinta-feira (01), mobilizou 23.432 menções no Twitter entre as 22h de quinta e a 01h desta sexta-feira (02). Em comparação com o dia anterior (01), houve um crescimento de 40% no volume de publicações — a aumento inferior aos impactos das entrevistas de Ciro Gomes e Marina Silva em seus respectivos debates.

Volume de menções minuto a minuto

Alianças partidárias dominaram as discussões relacionadas a Geraldo Alckmin, tendo como principal tópico a escolha da senadora Ana Amélia como vice. Importante destacar que às 22h de ontem, ainda antes do começo da sabatina, o tema ocupava a 13ª posição no trending topics mundial no Twitter. De forma geral, no debate sobre Alckmin, os usuários elogiaram Ana Amélia. No entanto, comentaram que a formação da chapa com ele teria um impacto negativo sobre a imagem da senadora. Para os usuários, ser vice de Alckmin seria um passo arriscado para a senadora.

Por outro lado, houve também questionamentos se o pré-candidato fez uma boa escolha, além de acusações de que Ana Amélia estaria associada à esquerda — alguns usuários anexaram foto da parlamentar ao lado de Manuela D’Ávila.

Jair Bolsonaro foi o terceiro tema do debate sobre Alckmin. Neste caso, as discussões se dividiram entre publicações que associavam as políticas de ajuste fiscal defendidas pelos pré-candidatos considerados conservadores, especialmente a PEC do Teto dos Gastos; e entre as que comparavam o poder de alcance de Bolsonaro nas redes sociais à audiência de outros presidenciáveis, no contexto da transmissão ao vivo do pré-candidato no Facebook durante a entrevista da Globonews.

Corrupção foi a quarta pauta discutida, com comentários a temas sensíveis ao ex-governador como verbas da merenda escolar, Rodoanel e Dersa, além das investigações do pré-candidato no âmbito da Operação Lava Jato. O tópico também motivou a discussão sobre a associação com a esquerda, repercutindo críticas pela fala de que foi o PT quem escolheu Temer.

O debate econômico em torno de Alckmin foi majoritariamente criticado, especialmente por declarações de apoio do tucano a políticas de austeridade fiscal, inclusive na educação, como o fim da gratuidade da pós-graduação nas universidades públicas. Destaque também para as críticas às falas sobre privatizações e possibilidade extinção do Ministério do Trabalho. A repercussão positiva foi mobilizada por publicações do próprio perfil do pré-candidato, especialmente ao defender a desburocratização da economia.

A pauta de segurança pública motivou um debate disperso, porém, intenso no questionamento dos dados de criminalidade apresentados pelo pré-candidato durante a sabatina. Ainda assim, interessante observar a repercussão das postagens do perfil de Alckmin sobre a queda do número de assassinatos em São Paulo.

Temas mais mencionados

A maior parte das menções ao desempenho de Geraldo Alckmin teve impacto negativo na imagem do pré-candidato, que foi associado à “velha política”. Alckmin também foi criticado por ter “voz sonolenta” e discurso monótono. Por outro lado, os usuários o elogiaram por ser amigável, calmo, preparado e ter experiência política.

Menções ao desempenho